Os Malefícios dos Aditivos Químicos na Água de Coco

/, Saude/Os Malefícios dos Aditivos Químicos na Água de Coco

Conforme já dito anteriormente em outro artigo aqui do blog da Edencoco Brasil, a água de coco tem sido fundamental para o crescimento da economia nacional.

De fato, o coco é um fruto tropical, de origem asiática, mas cultivado no Brasil desde o período do seu descobrimento – a primeira introdução foi feita em 1553 – e que têm sido evidenciado cientificamente, cada vez mais, como um produto de elevada capacidade nutricional.

Principalmente, desde o ano de 2017, tem havido um aquecimento econômico forte graças à tendência de mercado – essa já mais antiga – voltada aos produtos 100% naturais, orgânicos e benéficos à saúde. Por exemplo, em 2018, a água do coco verde foi o commodity número 1 de impulsão da economia brasileira.

Isto é, além de ser precipuamente saudável, o coco tem inúmeras funcionalidades que trazem benefícios ao organismo. Desde a água do fruto, passando pela polpa, o leite, até o óleo de coco, todos os derivados desse fruto têm extrema aplicabilidade.

Entretanto, inúmeros produtos do coco que permeiam as prateleiras do supermercado e que auto intitulam-se totalmente naturais, na verdade, não o são. E, dessa maneira, o consumidor pode acabar prejudicando sua saúde, consumindo aditivos químicos, enquanto acredita que está trazendo benefícios a si e a sua família.

Propagandas Enganosas

Em agosto de 2017, seis das principais marcas de água de coco existentes no mercado, foram avaliadas pela Proteste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor – e TODAS deixaram a desejar. Principalmente, na veracidade das informações contidas nos rótulos de suas embalagens sobre o quesito “ser natural”.

Isso significa dizer que as embalagens das águas de coco disponíveis que dizem ser 100% naturais, de fato, não são. Pelo contrário, todas apresentaram algum tipo de aditivo químico ou incremento de eletrólitos, como o sódio e o potássio, para aumentar a durabilidade – a chamada Shelf Life – do produto.

Não apenas apresentaram informações não verídicas como três marcas deliberadamente omitiram a inclusão de substâncias prejudiciais a saúde. Substâncias tais como a sacarose e o metabissulfito de sódio, este último que, inclusive, pode induzir a angioedemas e a crises de asma em pessoas com a doença.

Ademais, outras duas marcas apresentaram 20% a mais no quantitativo de sódio que admitiram que o produto continha, na embalagem. Sem contar que esses 20% ultrapassaram o permitido por lei, até mesmo.

É provável que os malefícios causados pelo excesso de sódio na alimentação sejam um dos tópicos mais conhecidos da população em geral.

Advertido por cardiologistas e pelo Conselho Federal de Medicina, além da própria Organização Mundial de Saúde, é conhecimento geral os males causados pelo sódio, que vão desde a hipertensão arterial sistêmica (HAS) até os infartos agudos do miocárdio (IAM) propriamente ditos.

 

 Aditivos Químicos

 

Em um estudo realizado entre a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e a Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca, da Fundação Osvaldo Cruz, foram definidos e contextualizados os riscos associados à ingestão de aditivos químicos na alimentação.

Em primeiro lugar, o estudo revelou que efeitos adversos graves à saúde apareceram quando a IDA (Ingestão Diária Aceitável) desses aditivos foi excedida. Em outras palavras, estabeleceu-se real associação entre o desenvolvimento de cânceres, além de diversas patologias graves, inclusive em crianças, ao excesso do consumo de aditivos químicos na alimentação.

Em seguida, delineou-se, também, a relação entre os aditivos químicos alimentares e o Transtorno de Défit de Atenção com Hiperatividade, na população infantil, o que tem se tornado uma epidemia mundial.

Por último, notou-se neste estudo que há uma relação profunda também entre o desenvolvimento de alergias alimentares e a ingestão excessiva de aditivos químicos.

Água de Coco 100% Natural Edencoco

Acima de tudo, a Edencoco preza por ser, de fato, 100% natural. É real, não é propaganda.

Inegavelmente, não há qualquer aditivo químico na composição da água ou da polpa do coco verde utilizado pela Edencoco. São cocos selecionados de fazendas sustentáveis de coco-anão do Nordeste brasileiro.

Portanto, a tecnologia que deu origem ao Sistema de Abertura Fácil – o furinho da casca para inclusão do canudo – é inovadora por isso: não há manejo interno do fruto. Assim, por dentro, o coco permanece intocado, sendo retirada 70% da casca externa, pesada e sem utilidade para o organismo humano.

Em contrapartida, a casca é biodegradável e utilizada em processos de adubação e compostagem, que auxiliam na preservação e manutenção do solo, igualmente sem o uso de compostos químicos.

Os Benefícios da Água e Polpa do Coco Natural

Acima de tudo, a água de coco é recomendada por médicos e profissionais da saúde para pacientes em período pós-operatório, pacientes com câncer, bem como crianças, grávidas e idosos.

Isto porque a água de coco é rica de vitaminas e minerais, todos em doses ideais para absorção orgânica. É excelente repositor hidroeletrolítico natural. Isto é, tem níveis adequados de eletrólitos, como o sódio e potássio, para manter a saúde em dia.

Por exemplo, a água de coco possui apenas 22 Kcal em 100 mL com, aproximadamente, 3 g de carboidratos saudáveis. Isso quer dizer que, além de excelente para auxílio na perda de peso, é saudável, nutritiva e pouco calórica.

A saber, a água de coco contém também aminoácidos como arginina e alanina. A saber, a alanina é um aminoácido não essencial, ou seja, ele não é produzido naturalmente pelo organismo. Portanto, necessita ser consumido na dieta e tem como principal função a capacidade de atuar no auxílio da prevenção à diabetes.

Assim, a alanina é um importante aminoácido na regulagem dos níveis de açúcar no sangue, a famosa glicemia. Também atua no sistema imunológico, resultando no aumento da imunidade.

Por fim, também está relacionada à melhora do desempenho esportivo, por estimular a produção de energia muscular e, consequentemente, diminuir o cansaço dos músculos.

Outrossim, a arginina é um aminoácido essencial, isto é, produzido pelo corpo humano e participa de várias funções do organismo, como melhora da cicatrização, estimulação do sistema imune e do desempenho muscular.


Assim também, a Vitamina C está presente na água de coco, esta que auxilia fortemente no controle antioxidante, bem como atua no sistema imunológico.

A água de coco auxilia no controle do colesterol elevado. O consumo regular de água de coco contribui com a diminuição das placas de ateroma nas artérias, baixando o colesterol e melhorando o funcionamento do coração.

Principais Eletrólitos

A água de coco tem 9 dos íons principais que devem constar na nossa alimentação. São eles:

Ferro: bom para o sangue. Previne contra anemias.

Manganês: ajuda na regulação hormonal e dos níveis de açúcar no corpo.

Cálcio: auxilia na manutenção dos ossos.

Magnésio: ajuda na absorção dos demais minerais.

A água de coco possui cerca de 14% dos níveis necessários de ingestão diária de magnésio, o que auxilia a previnir doenças como asma e osteoporose.

Zinco: manutenção do sistema neurológico.

Com isso, auxilia no combate ao estresse e bom funcionamento cerebral.

Sódio: regulação da quantidade de água das células.

Por isso, em quantidades corretas, não ocasiona hipertensão.

Fósforo: muito importante para a manutenção saudável do coração, dos rins, do fígado, na digestão, dos ossos, do cérebro e dos músculos. 

Assim, a água de coco auxilia no combate ao surgimento de cálculos renais e infecções urinárias.

Cobre: manutenção do tônus da pele.

Potássio: ainda, a água de coco é bastante rica em potássio, o que se demonstra útil, novamente, aos praticantes de exercícios físicos, já que atua diretamente na composição da musculatura.

Ainda, a polpa do coco, por ser tão rica em gorduras e também em fibras tem ótimo índice glicêmico, ou seja, faz com que o açúcar no sangue se eleve lentamente, controlando saciedade e acúmulo de gordura abdominal tão indesejável.

Desse modo, a polpa é rica em fibras naturais, extremamente importantes para a saúde em diversos níveis, como provocar a saciedade com ingestão de pouca quantidade, ajudar a higienizar os intestinos e a harmonizar a flora. Sem contar que limpa os dentes e auxilia no fortalecimento da mandíbula pela mastigação.

Para maiores informações sobre os malefícios dos aditivos químicos na alimentação, expostos nesse artigo: http://www.scielo.br/pdf/csp/v25n8/02.pdf

 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Message Us on WhatsApp